PALEÃO

Musica Moderna Paleão
1ºConcurso Musica Moderna
2ºFestival Musica Moderna
3ªMostra Musica Moderna
4ªMostra Musica Moderna
5ªMostra Musica Moderna
6ªMostra Musica Moderna
7ªMostra Musica Moderna
8ªMostra Musica Moderna
9ªMostra Musica Moderna
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Produção
Elaborado por
Livro visitas

 

6ª MOSTRA DE MÚSICA MODERNA DE PALEÃO

       Mais um ano, duas datas, dez bandas seleccionadas. Acabaram por pisar ao Palco da Casa do Operário as bandas que a seguir se enunciam.

 

Cartaz da 6ª Mostra Música Moderna de Paleão

 

 

      1ª Sessão - Sábado, 23 de Abril de 2005      

 

 

Umeed - Viseu

 

      O nome “Umeed” é sinónimo de esperança. A palavra foi retirada de uma obra literária com fundamentos na religião indiana. “A música mostra-nos aquilo que poderíamos ser se fossemos dignos deste mundo” – é com este fundamento que a banda se formou e ganhou peso em tudo o que faz.
     Criar uma sonoridade própria com a junção de pessoas para encontrar uma filosofia de presença e espiritualidade em palco é a meta a alcançar em todos os palcos que pisam. As letras para esta banda funcionam como uma parte independente do trabalho musical e através de um processo lento são enquadradas numa outra vertente que faz a música dos Umeed. No fundo, são “apontamentos simples e metódicos que depois se complementam”.
Os UMEED nasceram em Fevereiro de 2001 e percorreram estes anos a afinar o seu estilo, de forma a obter um som melodioso e ritmado bem patente no novo trabalho.UMEED, uma banda que acredita e aposta no Rock, numa época em que cada vez mais esta sonoridade se afasta das rotas comerciais apoiadas pelos media. Na discoteca The Day After, no dia 1 de Julho de 2006, a banda lançou o seu novo CD Hustle and bustle, que traduz a “azáfama”? sentida no momento da criação e produção deste álbum. O grupo sabe que a caminhada poderá ser longa e difícil mas nada melhor do que a convicção para superar isso tudo.

 

 

Caim - Madeira

     Numas férias de Verão, na Madeira, em Agosto de 2001, nasce ao acaso uma banda, fruto de um encontro de amigos (madeirenses e continentais). Em comum tinham uma paixão: criar música! Com o mais puro Rock, rasgado pelo Funk, chegando mesmo ao Reggae, os C.A.I.M. ganharam um concurso de bandas no Funchal, com apenas três dias de formação do grupo, reaproveitando temas de um projecto anterior. O prémio: ser banda de apoio de um concerto dos prestigiados "Entre Aspas" e "GNR. Acabadas as férias, cada elemento regressou a casa, uns no Continente, outros na Madeira. Voltaram a reencontraram-se, no arquipélago, um ano mais tarde, para desta vez concorrer ao "Antena3 Rock", um dos concursos de maior relevo na Madeira, arrecadando de novo um primeiro lugar.O concerto foi emitido em directo pela RDP, e posteriormente, pela RTP Madeira. A partir daí o potencial da banda foi tido em consideração, e os músicos decidiram investir mais tempo no projecto, trabalhando um repertório vasto de temas originais.A banda foi seleccionada para gravar 1 tema na colectânea Bandas de Garagem Coca-Cola. Entretanto os temas de C.A.I.M. foram passando nalgumas rádios: em Portugal, França e Holanda; no canal SMS TV; e ainda na playlist da Antena 3 Madeira.Em 2004 a banda edita por mão própria um EP com 4 temas originais. Uma edição limitada de 500 exemplares, a ser distribuídos nos concertos de C.A.I.M.O programa “ultrasons” do canal “RTP 2”, exibiu um dos telediscos da banda; Também a SIC Radical exibiu de forma repetida um excerto de um concerto ao vivo de C.A.I.M., no programa “MAX Música”.
     O nome C.A.I.M. chega finalmente às “massas” em meados de Setembro quando o tema “Beg a Dime” (tema original de C.A.I.M.) é escolhido para integrar a banda sonora da IV série da conhecida telenovela da TVI “Morangos com Açúcar”. O ano de 2007 vê finalmente o concretizar de um longo percurso. “Beg a Dime” é o álbum de estreia… Este trabalho de estúdio inclui 14 faixas de originais, com letras vincadas por fortes sentimentos e uma sonoridade amadurecida pela experiência dos ainda jovens músicos!

Bed Noise - Porto

 

     BedNoise, s. m. o que faz barulho com a cama (bed noise); produtor de som agudo e continuado.
     Projecto de Originais iniciado em 2003 na área metropolitana do Porto, com horizontes muito abertos e com influências tão variadas que cada um faz o seu juízo. No entanto não deixa de ter um som verdadeiro, simples e característico. Muita dedicação, muito trabalho e sobretudo muito gozo no que fazem, entusiasma os BedNoise e faz seguir em frente com o projecto.
Zé Pedro, guitarra eléctrica e acústica, Vasco Sousa, guitarra eléctrica e Cláudio Loureiro, bateria, unem-se para formar uma banda. A intenção era juntar as diferentes ideias e influências de cada um e conseguir um som verdadeiro e simples.Em Setembro de 2003, a banda já obtém a formação completa com a entrada da voz de Daniela Moreira, do baixista Rui Luciano e do novo baterista Miguel Pina. Em Abril de 2005, com a saída inesperada do baterista Miguel Pina, os BedNoise contam com o apoio do Pedro Romualdo na bateria para subirem ao palco.
     Já em meados de Agosto de 2005, os BedNoise completam a nova formação com a entrada do novo baterista João Ferreira. O novo elemento trás também uma nova sonoridade ao projecto.
     Em Abril de 2007 os BedNoise apresentam-se como quarteto após a saída do guitarrista Zé Pedro, adiando assim, mais uma vez, alguns planos de gravação de EP.Muita dedicação, muito trabalho e sobretudo muito gozo no que fazem, entusiasma os BedNoise e faz seguir em frente com o projecto.

 


Crankshaft -
Lisboa

 

     Banda oriunda de Santo António dos Cavaleiros. Fundou-se a banda em Dezembro de 1993. Mais de 50 concertos dados por todo o país entre 1993 e 2000, tendo tocado em locais de culto, infelizmente todos extintos hoje, tais como o Johny Guitar, Marquês RocK Club, Ritz, Swing, Rockline e Rookie, altura em que a banda deixou de actuar ao vivo, e passou apenas ao trabalho na sala de ensaios.2005 é o ano de regresso. Este será o ano do novo trabalho dos CRANKSHAFT, totalmente composto, executado e produzido pelos próprios. Muito metal de nova geração que promete chamar a atenção!.
     Os Crankshaft sofreram em 2007/2008 grandes alterações.
Depois de alguns anos enclausurados na sala de ensaios, eis que em 2008 será o ano de arranque a sério com os novos Crankshaft.

 

 

Banda vencedora da 1ªsessão foi:

Umeed - Viseu

 

 

 

      2ª Sessão  - Sábado, 24 de Abril de 2005      

 

 


Reckless -
Vila Nova de Gaia

 

     [reckless] - a. imprudente; irresponsável, inconsequente, afoito.
     Os [reckless], trio fundado em Janeiro de 2004 e originário da cidade do Porto, constituem uma das mais fortes apostas para o futuro do panorama rock nacional. A necessidade de exteriorizar emoções bem como uma visão da realidade particular traduzem-se numa fórmula pessoal e abstracta, um curioso antagonismo entre sons duros e melodias com forte componente melancólica.
     Tem vindo desde então a percorrer de forma singular o trajecto habitual de uma banda em inicio de “carreira”. Percorrendo os diversos e mais que variados concursos a nível nacional, consegue destaque na sua maioria pela conquista do primeiro prémio.
    Neste momento encontra-se a preparar o lançamento de um “single” a editar em breve a par com os seus primeiros passos no controverso processo de internacionalização.

 

 

Teia - Gondomar

 

    Os Teia são uma banda de “rock’s”! Usam o som em função das palavras.
Inevitavelmente, o “som rock” mostra-se escasso para responder às inquietações da banda na hora de comunicar. Resultam numa fusão de múltiplas sonoridades que convergem num rock talhado, e retalhado, por uma parafernália de influências oriundas de toda a parte. Editam, em Abril o EP “Lengalenga”.
    Os Teia surgem no Porto em 2004. São o resultado da evolução de um outro projecto no qual participámos. Esse projecto foi sofrendo mutações, sobretudo na sonoridade e na formação, e quando estabilizou era já algo completamente diferente, eram os Teia.
Teia é sinónimo de trama, de emaranhado… sugere complexidade, cruzamentos, relações. Temos bem presente o momento da opção por este nome. Pretendíamos que o nome espelhasse as sonoridades da banda e o cruzamento de sons, por outro lado que fosse capaz de identificar o modo como gostamos de expressar-nos, e neste caso a linguagem da banda raramente é muito explícita. Depois, porque verificámos que, tendencialmente, falamos muito de pessoas e das suas vivências. A sociedade não tem nada de linear. É a mais complexa de todas as teias. Só havia razões para que o nome fosse Teia.

 


Wise Womb - Seixal

 

    Os Wise Womb são uma banda do Porto praticante de um som que anda entre o funk, o rock, o pop mas sempre com uma atitude marcadamente punk. Na alma reside a sua principal essência e em qualquer audição da sua música podemos encontrar, sem qualquer sombra para dúvidas, uma intensidade contagiante e realmente sentida.
    Tiveram o seu começo em 1999 onde produziam um funk instrumental que assentava em três elementos: baterista, baixista e guitarrista, visando muitas vezes um virtuosismo quase imprescindível. De seu nome, na altura, Ignition, fizeram algumas aparições ao público em bares e escolas, mais tarde mudaram o nome para Voodoo e começaram à procura de um quarto elemento (vocalista), com intenção de enriquecerem o som que produziam.Efectuaram mais algumas aparições ao público tendo até mesmo participado no Porto 2001.
    Em 2002 adicionaram definitivamente um vocalista à sua formação e neste momento apresentam-se como uma banda apostada em ingressar nas lides musicais e dispostos a mexer com tudo e todos os que os rodeiam.Davide (vocalista), Rimm (bateria), Johnny (guitarra) e Rik (baixo) formam os Wise Womb e apostam forte num funk-rock enérgico, eclético e munido de muita força.
    Depois de um interregno, entram novamente em estudio e retiram desse registo quatro músicas para uma demo. É nessa precisa altura que se da a transição do nome da banda, que passa oficialmente a chamar-se Chemical Wire. Em Setembro de 2005 terminam a produção do que é a prova do trabalho e investimento de três anos de trabalho árduo.

 


Sugar - Odivelas

 

    Os Sugar são uma banda de música portuguesa da cidade de Odivelas formados desde Agosto de 1995, composta por 5 elementos; baixo, bateria, teclado e duas guitarras, uma delas sustentada pela voz.
Inicialmente chamava-se Sugar Baby Condoms, tendo recentemente encurtado o nome para Sugar.
    À partida a sonoridade base da banda remete-se a um pop/rock com uma vincada personalidade de glamour acentuada na sua homogeneidade que por vezes é mais sensível, outras envolve-se um alternativo de sonoridades complementares.A banda colocou recentemente o seu álbum estreia disponível nas lojas fnac, tendo o mesmo entre outros, o objectivo de promover e divulgar o trabalho dos Sugar. De entre os oito temas que se podem encontrar neste cd, destaca-se o tema "Secret Men", pelo motivo de ser acompanhado um videoclip.

 

Echoes of the Fallen Messiah - Leiria

 

    A banda teve início em meados de Setembro de 1998 numa terra chamada Barosa do distrito de Leiria. Esta banda era formada por 6 membros que passado alguns meses foi aumentada para 7 com a integração de uma vocalista feminina.Durante a existência da banda, foram alguns os que já passaram por ela, até ficar a formação actual. Por ela já passaram: uma vocalista feminina, dois baixistas, uma guitarrista, dois guitarristas, e um vocalista. Os únicos membros que ainda estão desde o início da banda são o Ruben, o Hugo e o Gustavo. É de realçar também que esta banda já teve alguns nomes, tais como Ad Noctum e Until Dawn.Esta banda, até hoje, já conta com alguns concertos/ festivais de metal e participações em alguns concursos, nomeadamente no concurso que deu a oportunidade de se estrear em palco que foi o concurso de bandas dos 25 anos do 25 de Abril que se realizou em Leiria.
    Houve também a participação no 2º Extreme Open Air em Vendas Novas. Relativamente a algumas das bandas com quem partilhámos palco foram: Susperia (Noruega); Impirius Malevolence (Brasil); Anger; Sírius; Demmon Dagger; Divine Lust; Cyborium; Dramafall; Perpetual Flame; Howl; The Elygist; Souless; Omnio; Glaucoma; entre outras. Esta banda passou também pelo estúdio (em 2002) com o intuito de gravar o seu mini-cd de estreia, que por motivos maiores demorou a fazer o seu lançamento.

 

 

Banda vencedora da 2ªsessão foi:

Sugar - Odivelas

 

 

 

Textos: Bandeira in paleao-musicamoderna.blogspot.com

www.paleao.net ©  2001-2013  - Todos os direitos reservados